JAPONESES PRETENDEM MONTAR UM GIGANTESCO ANEL SOLAR NA LUA


04 | DEZ | 2013

IMAGINE OLHAR PARA CIMA À NOITE E VER UMA GIGANTESCA LINHA AZUL CORTANDO A LUA: ESSE É O SONHO DE SHIMIZU!

Shimizu Corporation é uma empresa japonesa de tecnologia com grandes pretensões, entre elas temos o projeto anunciado essa semana como Luna Ring.

A ideia é construir ao redor da Lua um cinturão de 400 Km de largura composto de painéis solares para captar a energia diretamente do Sol. Essa energia seria então armazenada por ali e enviada aos poucos - via microondas - para gigantescos receptores ao longo do círculo do pacífico. Cada receptor teria 20km de diâmetro.

Robos construindo o Luna RingPara tudo ficar mais legal, o plano envolve robôs! Sim, segundo a Shimizu, ela enviaria para o nosso satélite natural dezenas de robôs mais um estoque não tão grande de matéria prima. Os robôs construiriam tudo sob supervisão de poucos humanos.

Dentro do projeto, mais da metade da matéria prima a ser utilizada seria aproveitada da própria Lua, não reduzindo os recursos do nosso planeta.

Ainda segundo a Shimizu, o Luna Ring já pode estar funcionando em 2035! Será?

Sim, é um projeto absurdamente caro, terrivelmente demorado de se fazer e requereria a parceria entre diversas empresas e países; porém o resultado final seria um estoque ilimitado de energia capaz de abastecer o planeta inteiro sem gerar poluição. Não é um sonho bobo, é algo cientificamente possível, resta saber se será politicamente possível.

Olhando a página oficial da empresa, o Luna Ring fica numa página chamada Shimizu´s Dream, ou "Sonho de Shimizu". Ali se encontram mais algumas coisas interessantes que a empresa planeja para o futuro da humanidade:

Cidades Ecológicas Flutuantes:

 Cidades Ecológicas Flutantes

Hotéis espaciais para turismo:

 Hotéis Espaciais

 Lagos artificiais nos desertos:

Lagos no Deserto

E outras maravilhas para um futuro saído da ficção científica que podem ser vistos acessando a página do Shimizu´s Dream.

Você pode dizer que eles são sonhadores, mas acredito que eles não sejam os únicos. Eu espero que um dia o mundo se junte a eles.

 


       




REDES SOCIAIS

FACEBOOK
TWITTER