O QUE MUDA COM A COMPRA DO WHATSAPP PELO FACEBOOK?


22 | FEV | 2014

O FACEBOOK COMPROU O WHATSAPP, E AGORA? O QUE VAI ACONTECER COM O SERVIÇO DE MENSAGENS?

Zuckerberg e WhatsAppDe 2011 pra cá o público mais jovem tem fugido do Facebook - talvez porque muitas mães tenham contas na rede social - e migrado para sistemas sociais mais discretos, como o WhatsApp e o Snapchat.

O objetivo do Facebook sempre foi ser "jovem e descolado", e ver os jovens saindo de uma rede social repleta de senhoras postando fotos de gatos e imagens bonitinhas deve ter ter enlouquecido o Zuckerberg, tanto que no começo do ano ele ofereceu 3 bilhões de dólares ao criador do Snapchat pelo aplicativo. A negociação foi um fracasso.

Desesperado por resgatar o público jovem, o Facebook comprou agora, pela quantia de 16 bilhões de dólares - mais 3 bilhões aos criadores funcionários, totalizando 19 bilhões de dólares - o WhatsApp, maior aplicativo de comunicação mobile da atualidade.

Considerando que o WhatsApp tem 450 milhões de usuários, cada usuário custou cerca de 42 dólares ao Facebook, é bem mais do que o U$ 0,99 que o aplicativo custa na loja.

E para mim, que uso o WhatsApp, o que vai mudar?

Segundo a publicação oficial de Zuckerberg, nada. Ele informou a imprensa que o WhatsApp continuará existindo de forma independente do Facebook. Também disse que o Facebook Messenger continuará existindo, pois segundo ele, os dois aplicativos tem públicos e funções diferentes.

E até podemos acreditar nele. Se experiências anteriores servem para prever o futuro, podemos utilizar a aquisição do Instagram como exemplo, pouca coisa mudou de lá para cá. De qualquer forma, estaremos de olho nos termos e condições de uso do WhatsApp, e informaremos se qualquer coisa estranha aparecer.

Ah é, e se a NSA não tinha acesso às suas mensagens do WhatsApp ontem, amanhã ela provavelmente terá. :)

 


       




REDES SOCIAIS

FACEBOOK
TWITTER